Data e Hora
Untitled
John Piper aos cristãos: Se você não tem inimigos, está fazendo algo errado
29/12/2016 16:05 em Mundo Cristão

Na era do politicamente correto, os cristãos enfrentam diversos tipos de problemas por não se adequarem ao discurso que a sociedade espera seja repetido por todos. O teólogo e escritor John Piper, em artigo recente ao site The Christian Post abordou uma “verdade inconveniente”, mas que está clara nas Escrituras.

“Se você não tem inimigos, está fazendo algo errado”, é o tema do ensino. O material também possui uma versão em vídeo no site DesiringGod.org. Influente, Piper é considerado por muitos um dos mais importantes pastores da atualidade. Seus livros foram traduzidos para diversas línguas e seus vídeos sempre repercutem na internet.

A partir dos textos bíblicos e analisando a sociedade contemporânea, Piper aponta para a realidade que o pensamento cristão não será bem recebido. O texto de Lucas 6:26, aborda essa questão: “Ai de vós, quando todos os homens falarem bem de vocês”. Então Piper avisa os crentes, “Se você não tem nenhum inimigo, sua vida cristã provavelmente não está muito bem.”

Jesus foi rejeitado pelos seus ensinamentos e criticado até mesmo pelos religiosos em seus dias. Andar no caminho de Jesus, significa ser também rejeitado e criticado. Isso não quer dizer que se pode fazer algo que não está de acordo com os princípios e usar uma eventual reprovação para se justificar.

Pastor por mais de anos da mesma igreja, Piper se aposentou do pastorado, mas continua ativo na obra. Conta que já recebeu muitas críticas, mas que “ao se deparar com inimigos, o amor deve ser a resposta padrão dos cristãos”.

Ele enfatiza que Deus salvou o homem enquanto este ainda era seu inimigo, e aponta para Romanos 5:10: “Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida”.

O questionamento de Piper é a escolha diária que um cristão precisa fazer entre a amizade com o mundo ou a amizade com Deus. As duas coisas são incompatíveis. “A origem do nosso amor pelos inimigos é a experiência de termos recebido o amor de Deus, quando éramos inimigos dele”.

Amar os inimigos não é uma tarefa fácil, ainda mais quando nos deparamos com notícias de pessoas sendo mortas simplesmente por que seguem a Jesus. “Minha é a vingança; eu retribuirei, diz o Senhor”, Romanos 12:19, relembra Piper.

Ele pede que os crentes não se esqueçam que a justiça será feita, ainda que não do modo como desejaríamos.

 

Fonte:GospelPrime

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!